• b-facebook
Please reload

PROCURE POR TAGS: 

02.01.2019

17.12.2018

01.10.2018

Please reload

POSTS RECENTES: 

SIGA

  • Facebook Clean Grey
  • Twitter Clean Grey
  • Instagram Clean Grey

Então, doutorei!!

Eu não queria terminar o ano sem registrar meu fechamento do doutorado, no dia 25/10/2019. Sim! Foi um momento muitíssimo especial, esperado, desejado, trabalhado para que acontecesse. Você deve estar exclamando "ela não disse nada!", simples! Não consegui me expressar e ainda tenho a sensação que não conseguirei narrar tudo que senti e o que estou sentido. Há um hiato incrivelmente significativo entre os dias 15/10/209 e 25/10/2019 e entre o dia 25/10/2019 até hoje.

 

A escolha acadêmica, à docência e a pesquisa para mim não foi algo que surgiu do dia para a noite, tudo é processo intenso. O doutorado não foi sonhado até que o mestrado terminou, assim como com o término das pós-graduações e da graduação em Turismo. Percebi em cada um desses momentos que sempre faltavam partes em minha trajetória profissional e, em certa medida, no pessoal também. Tudo se imbricava e me impulsionava. É um caminhar solitário, nem sempre sozinho, mas entre a entrega da Tese e o dia da defesa, 25/10, muitas coisas eclodiram em mim e não seria diferente depois de quatro anos de tanta dedicação e entrega.

 

Não conseguirei explicar tantos sentimentos e sensações em poucas linhas. Tentarei escrever alguns rascunhos e farei algumas postagens ao longo de 2020. O que gostaria na verdade agora é dizer algumas poucas palavras de gratidão.

 

Fui agraciada com uma trajetória rica em experiências, no Brasil e em Portugal, nem todas positivas. E por que sou agradecida? Simplesmente porque sei que todas me fortaleceram e estou certa que todo choro, toda reclamação, toda dor me fez ser quem sou agora. As positivas? Penso melhor, escrevo melhor, tenho mais clareza do que quero, de quem sou. Conflitos? Muitos!!! Afinal estudo PROBLEMAS.

 

Academicamente fui acompanhada por mestres excelentes que me guiaram da melhor forma, me ofereceram o melhor de si. Da vida perdi muito e ganhei muito! Assim são as escolhas... escolhi MARCELA, porque sem ela não há o que dar. Alguns entendem, outros não... alguns aguentaram, outros nem tanto. Sigo respirando!

 

Em meio as lágrimas digo com força, NÃO É FÁCIL SER QUEM SOU! FAZER AS ESCOLHAS QUE FIZ... ir/vir, estar, mas venci e estou orgulhosa do que construí. Sou a primeira doutora da minha família, mamãe e papai estão orgulhosos! (desculpem os médicos, mas doutor só quem tem doutorado! São 4 anos de graduação, 3 anos de pós-graduação, 2 anos de mestrado e 4 anos de doutorado).

 

Minha banca foi simplesmente SENSACIONAL... quero guardar um momento para escrita carinhosa e, digamos, menos romantizada do processo, porque foi cientificamente um presente. Ela representou para mim duas forças complementares, a poesia e a crônica, uma avaliação coerente com um processo de doutoramento, ao que percebo como telespectadora, nem sempre possível.

 

Bem, há um hiato em mim! uma descontinuidade que senti e sinto neste instante, penso ser bem natural e acolho... vamos ver se retomar os escritos nos próximos dias me ajudam a construir uma ponte para o que virá e se consigo reduzir os espaços "vazios".

 

Ei! você que está aí lendo meus devaneios de uma manhã de final de ano, segura minha mão?! Vamos escrever novas histórias? ansiosa por novas aventuras...

 

Feliz ano novo...

 

 Fonte: Amigos!

    

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now