• b-facebook
Please reload

PROCURE POR TAGS: 

02.01.2019

17.12.2018

01.10.2018

Please reload

POSTS RECENTES: 

SIGA

  • Facebook Clean Grey
  • Twitter Clean Grey
  • Instagram Clean Grey

Dia do Turismo: Respeito, alteridade e acolhimento

Na semana do turismo e, especificamente, no dia 27/09 quero escrever sobre o sentimento que venho construindo. Extrapolando a passionalidade da minha relação com a área, me coloquei a pensar sobre influencias, mudanças, perspectivas. Claro que são meus olhares, minhas inquietações e deixo bem marcada está posição. Escrevo para mim mesma, como um diálogo interno, e para vocês.

 

Fui convidada a conversar com acadêmicos do curso de Turismo o que me fez refletir, reviver e repensar meu percurso durante estes 17 anos entre o bacharelado, mestrado em Turismo e agora o doutorado. Estar doutorando não é apenas uma condição de formação e atuação para ser investigadora ou professora, mas a capacidade de desdobramentos, de desenvolvimento e aprofundamentos de muitas competências de naturezas diversas. São significativas conquistas que desacomodam muitas "certezas". Esse cenário possibilitou o reconhecimento de um grande achado! Meu percurso, sobretudo, nestes últimos 4 anos que me levaram ao interior, ao reconhecimento de íntimos sentimentos. Resignifiquei muitas coisas, desde a dedicação quase que exclusiva ao mundo do trabalho e a minha própria formação profissional, até conferir a mim mesma “permissão” de viver e ser aquela que desejo, muitas. Sou uma observadora do mundo que me cerca. O que desejo?

 

Recebi tantas influências ao longo desse tempo e as implicações delas no meu modo de ser levam a construção de alguém que se entende hoje como complexa, prolixa, intensa e teórica. Em contrapartida, me sinto leve, experta, sorridente e delicadamente sensível. Sou alguém que constrói outras em mim todos os dias, outros modos de ser e de viver. Sou uma desruptura ambulante! A máxima em meu dia gira em torno de formulações/edificações conceituais! A louca da paróquia! Rsrs, a sensação de prazer é imensa e me traz leveza. Tabelas, quadros, número faz parte de uma pequena parte de meus estudos. Por outro lado, gosto do simples, de sentar no chão, de comer com os dedos, de observar as pessoas, de viajar nas muitas e tantas possibilidades que o mundo me apresenta, de práticas refletidas. Me sinto desbravadora, sobretudo de mim mesma! Dessa aprendizagem espero apenas RESPEITO! Minhas influencias são das áreas de  Psicologia, Psicanálise, Filosofia, Educação. Chego em outros “mundos” pelo próprio percurso que construo, ele é MEU. Minhas grandes influências estão na simplicidade de meus pais, da cidade de Maceió, do meu Nordeste. Chego em outros “mundos” pelas afetividades construídas.

 

As mudanças são de dentro para fora. Meu modus operandi está alinhado a essas influências. Mudei sim a forma de me colocar, de me posicionar, de me relacionar. Cansei de placebos, de superficialidades, de construções medíocres e de ser tratada com relativo “desprezo” ou antipatia por ser quem eu sou, por ser tão reflexiva e questionadora, "Prefiro ser essa metamorfose ambulante", há vida em mim! Dessa aprendizagem espero apenas ALTERIDADE! Sou diferente, não sou patinho feio e não curto estereótipos, sou quem eu posso ser e tenho orgulho de quem me torno. Sou um devir. As mudanças são bem-vindas em mim.

 

Por último, as perspectivas. Elas não dizem respeito a ninguém! Só a mim. Concurso, pós-doc, ser ou não ser professor, universidade pública, universidade privada, pesquisa, negócios, ser mãe, casar, mudar-se. Decidi que quero diversificar o plantio, quero que me tragam semeaduras para além do trabalho. Vivi a vida apaixonada pelo turismo, dessa relação foram 3 monografias, 1 dissertação e agora nascerá uma tese. Quero muito mais e mais dessa vida com o turismo. Quero minha família, quero caminhar, quero aprender, quero comer outras coisas, quero abraçar o mundo. Dessa aprendizagem espero apenas ACOLHIMENTO! Sou mulher, feminina, aventureira, intensa, apaixonada pela vida e por tudo que me cerca, forte, lutadora e não espero nada mais que o melhor que posso alcançar. Sou tudo que posso para meu amor primeiro, o turismo. Serei tudo que estiver ao alcance quando outros amores chegarem.

 

São quase duas décadas de dedicação ao Turismo. Quero mais e mais “27 de setembro”, mais nostalgias, mais planejamentos, mais sonhos e mais conquistas. 20 anos depois de minha escolha de vida, voltarei ao lugar em que descobri o que queria para o resto da vida profissional, Cancún. Felicidade pura! Fazendo o que gosto, discutindo turismo e educação. Meu olhar alcança, dança, movimenta, ama, vive, sente esperança e a certeza que nasci, cresci e invisto tudo para sentir felicidade e ser uma profissional ética e respeitosa. RESPEITO, ALTERIDADE, ACOLHIMENTO.  No meu dia! Dia do turismólogo, desejo apenas contemplar a MINHA viagem e fazer aquilo que mais amo, estudar e trabalhar!

 

Sou quem sou e sou feliz por ser quem sou e me torno. Desejo nada menos que outros encontros aconteçam. Que cada amigo que “teima” em exercer está bela profissão sinta e siga seu caminho.  Que percebam a diversidade necessária para estar nesta área, que sejam cada vez mais fortes e honestos consigo e com o turismo, que dedique movimentos cada vez mais. Que haja mais acolhimento com o outro! Que sejam constantes os estudos, projetos e crescimento qualitativo entre nós, na área e pela área. Que possamos contribuir mais! Sejamos mais resilientes e suficientemente suportemos as crises e as críticas. Que eu seja uma eterna apaixonada pelo TURISMO, que lembre sempre com carinho e orgulho das visitas ao aeroporto na infância, aos domingos, e que continue lecionando com o mesmo olhar feliz e dedicado para minhas bonecas (hoje alunos mais que queridos), relatado pela minha mãe (que sempre soube que eu seria professora).

 

Parabéns aos amigos e a todos aqueles que fazem do turismo movimento, filosofia de vida, assim como eu... com emoção agradeço ao universo, ao apoio dos meus pais, aos companheiros de caminhada e tudo que conquistei! Compartilho minha foto favorita em Girona/ES. Observando o mundo...

 

27 de setembro de 2018.       

 

 Fonte da Imagem: Carol Calheiros

 

   

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now